EfésiosSelecionar outro livro


Capítulo 1 de 6

1Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos cristãos de Éfeso e aos que creem em Jesus Cristo.*

2A vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e da parte do Senhor Jesus Cristo!

3Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto do céu nos abençoou com toda a bênção espiritual em Cristo,

4e nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, diante de seus olhos.

5No seu amor nos predestinou para sermos adotados como filhos seus por Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua livre vontade,

6para fazer resplandecer a sua maravilhosa graça, que nos foi concedida por ele no Bem-amado.

7Nesse Filho, pelo seu sangue, temos a Redenção, a remissão dos pecados, segundo as riquezas da sua graça

8que derramou profusamente sobre nós, em torrentes de sabedoria e de prudência.

9Ele nos manifestou o misterioso desígnio de sua vontade, que em sua benevolência formara desde sempre,

10para realizá-lo na plenitude dos tempos – desígnio de reunir em Cristo todas as coisas, as que estão nos céus e as que estão na terra.

11Nele é que fomos escolhidos, predestinados segundo o desígnio daquele que tudo realiza por um ato deliberado de sua vontade,

12para servirmos à celebração de sua glória, nós que desde o começo voltamos nossas esperanças para Cristo.*

13Nele também vós, depois de terdes ouvido a palavra da verdade, o Evangelho de vossa salvação no qual tendes crido, fostes selados com o Espírito Santo que fora prometido,*

14que é o penhor da nossa herança, enquanto esperamos a completa redenção daqueles que Deus adquiriu para o louvor da sua glória.*

15Por isso também eu, tendo ouvido falar da vossa fé no Senhor Jesus, e do amor para com todos os cristãos,

16não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações.

17Rogo ao Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê um espírito de sabedoria que vos revele o conhe­cimento dele;

18que ilumine os olhos do vosso coração, para que compreendais a que esperança fostes chamados, quão rica e gloriosa é a herança que ele reserva aos santos,

19e qual a suprema grandeza de seu poder para conosco, que abraçamos a fé. É o mesmo poder extraordinário que

20ele manifestou na pessoa de Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o sentar à sua direita no céu,

21acima de todo principado, potestade, virtude, dominação e de todo nome que possa haver neste mundo como no futuro.*

22E sujeitou a seus pés todas as coisas, e o constituiu chefe supremo da Igreja,

23que é o seu corpo, o receptáculo daquele que enche todas as coisas sob todos os aspectos.*